• Eleição nos Estados Unidos
  • Os Democratas diante de Sanders
  • Sanders e Joe Rogan

Essa semana foi um show de horrores na prévia Democrata. Sanders na frente com a primeira votação das prévias no radar mexeu com os nervos do status quo Democrata.

Elizabeth Warren, a outra suposta candidatura progressista, tentou uma bala de prata identitária. Ela acusou Sanders de machismo (que homem branco ainda não foi acusado de machismo levanta a mão?). A acusação se deu por uma suposta fala privada, não comprovada. Deu errado!

Já Hillary Clinton foi no mesmo caminho. Afirmou que: “ninguém que trabalhar com Sanders”. O bilionário Bloomberg jogou milhões para conseguir alguma visibilidade na mídia, com o objetivo de deter Sanders.

E tem mais….O Caso Rogan e Sanders

Tudo isso ainda se somou a uma canalhice, quando Joe Rogan disse que: “estou pensando em votar no Sanders”. Rogan é famoso pelos seus comentários de UFC, MMA e milhares de maravilhosas entrevistas em seu podcast Joe Rogan Experience, um dos mais escutados do mundo.

Para quem não conhece seu podcast (e YouTube) consiste em entrevistas com os mais variados tipos de pessoas de direita à esquerda, de malucos da conspiração até físicos de Harvard. Do próprio Sanders a lutadores de MMA. Não raramente fumando vários tipos de maconha (na Califórnia é legal!) ou comendo cogumelo. Tem a famosa imagem do Elon Musck fumando que circulou no Brasil.

Bom, a declaração de Joe Rogan foi o suficiente para gente liberal, politicamente correta, do status quo Democrata e da mídia descerem o pau no Sanders como: populista, por dialogar “com a extrema direita”, etc. E como não poderia faltar uma dose de identitarismo.

A polêmica principal se deu, quando Rogan criticou lutadoras transgênicas de participarem da luta de MMA. O caso que ele se revoltou foi de uma mulher transgênica que sem avisar da sua mudança de sexo entrou no octógono e quebrou, literalmente, quebrou o rosto da sua adversária e ganhou as lutas.

Rogan ficou indignado com a falta de critério e colocou a pergunta: “pode alguém que treinou arte marcial e foi treinado por 32 anos como homem lutar como uma mulher dois anos depois da sua “transformação”?”

A resposta foi NÃO!

Joe Rogan transfobico?

Rogan foi criticado como transfobico e homofóbico. Alegação ridícula! Basta escutar as entrevistas que ele realizou com homossexuais e transexuais em seu programa

Claro, Rogan não usa o vocabulário da mídia liberal, politicamente correta e fala mais como um cara do subúrbio de uma metrópole americana. Não adotou a novílingua dos movimentos identitários.

Ele também tem alguns “defeitos” a vista dos identitários da androginia pós-moderna! Ele gosta de caçar e pescar, tem armas, fuma, bebe, prática lutas marciais, faz piada de gosto duvidoso e impróprias, elogia mulheres por sua beleza, gosta de esportes, caga para opinião alheia, acha veganismo e vegetarismo no Ocidente um modismo complicado, por assim dizer.

No fim, o tiro saiu pela culatra! Sanders está na frente! Rogan continua com uma grande audiência e entrevista pessoas de diferentes posturas políticas , será que isso é um problema? E como vemos, mais uma vez, o identitarismo sendo usado como uma arma contra a esquerda. Boa sorte para mundo!