• Coletânea de Contos
  • Contos sobre o Natal
  • Natal na Lituânia

Os povos têm suas peculiaridades na comemoração do Natal. O sincretismo religioso aprece na forma, nos gestos e nos simbolismos desta data cristã. Esse é o tema de um conto que eu publiquei recentemente na coletânea Como me Esquecer Daquele Natal organizada por Cleo Moreira e Zélia Guerra e publicado pela editora Planeta Azul. Gostaria de te convidar para ler essa narrativa que se passa durante a comemoração do Natal entre os lituanos.

A minha imaginação para esse conto foi voltar a tradição lituana, seus costumes, hábitos, cultura e tradição. Trazer esse tema de forma literária e com leveza foi o desafio da minha proposta.

A cultura lituana

A cultura lituana é bastante particular, pois o país foi a última região da Europa a se tornar cristã. Assim podemos encontrar na sua cultura elementos do cristianismo e do paganismo em um sincretismo particular que sobrevive.

O Natal é um bom exemplo desse sincretismo. A preparação dessa festa, a forma de comemorar, a alimentação, as crenças que a envolvem, tanto elementos da cultura cristã, quanto do paganismo. Os rituais se misturam formando uma nova cultura vivenciada por gerações. Esses elementos são muito diferentes daqueles que reconhecemos aqui no Brasil.

Esse contraste entre o Brasil e a Lituânia que torna o conto diferente, curioso e diria mesmo angustiante. O leitor brasileiro estranhará certamente os elementos ali contidos. Os lituanos reconheceriam cada um deles. Essa diferença de culturas que torna o desafio dessa escrita um prazer. Espero que a leitura também seja.

Um Convite!

Deixamos um convite para que encontre esse texto e aproveite essa data do ano para conhecer outra forma de comemoração. As culturas são diferentes, mas a data leva para uma reflexão sobre a fé e a vida. Por essa razão, embora o motivo seja o Natal, não precisa ser necessariamente lido no Natal, mas ao longo do ano.

A coletânea pode ser adquirida em dois formatos: papel (link) ou e-book na Amazon (link).

frontnatal
Coletânea de Contos: Como me Esquecer daquele Natal